Plenária Nacional da FASUBRA é adiada para os dias 14 e 15 de setembro

A Direção Nacional da FASUBRA decidiu adiar a Plenária Nacional, que inicialmente ocorreria nos dias 7 e 8 de setembro, para o final de semana seguinte, dias 14 e 15 de setembro.

A medida se faz necessária em virtude da participação efetiva de diversas entidades de base no Grito dos Excluídos e Excluídas, que ocorre em 7 de setembro, e solicitaram o adiamento. Além disso, foi avaliada a necessidade de amadurecer melhor alguns assuntos recentes da conjuntura política para uma discussão mais aprofundada durante a plenária.

Na pauta da Plenária estão os ataques do governo contra a educação e contra as entidades sindicais, além de: informes da direção; informes de base; conjuntura nacional e internacional; impactos do corte da educação; análise do projeto Future-se; reforma da Previdência no Senado; cortes das consignatárias; calendário e outros.

Grito dos Excluídos e Excluídas

A proposta do Grito dos Excluídos e Excluídas surgiu em 1994, a partir do processo da 2ª Semana Social Brasileira, da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), cujo tema era Brasil, alternativas e protagonistas, inspirada na Campanha da Fraternidade de 1995, com o lema: A fraternidade e os excluídos. Entre as motivações que levaram à escolha do dia 7 de setembro para a realização do Grito dos/as Excluídos/as estão a de fazer um contraponto ao Grito da Independência. O primeiro Grito dos Excluídos/as foi realizado em 7 de setembro de 1995, tendo como lema A vida em primeiro lugar, e ecoou em 170 localidades. Este ano o tema será: “Este sistema não Vale!” e o crime da Vale em Brumadinho teve um peso considerável na escolha.