Campanha de Solidariedade: Todas as Vidas Importam – A Vida Acima do Lucro!

A FASUBRA Sindical lança, nesta quinta-feira (21/05), campanha de solidariedade em âmbito nacional para promover ações que auxiliem os trabalhadores(as) da educação no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (COVID-19). A campanha será realizada em conjunto com as entidades de base filiadas à Federação, em um grande esforço para a proteção da vida e pela vida acima do lucro.

Na contramão do mundo, o governo Bolsonaro insiste em não seguir as normas de segurança recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), troca ministros, pressiona os estados para diminuição do isolamento social e estimula o uso da cloroquina, sem a devida comprovação científica de eficácia, enquanto crescem os números de casos de contaminação e de mortes pela COVID-19.

Faltam políticas de Estado em todos os setores para conter a grave crise sanitária, em especial voltada para os mais vulneráveis que sequer conseguem sacar o auxílio emergencial devido à burocracia. O governo deixa a desejar no controle da pandemia e expõe milhões de brasileiros(as) à COVID-19, à fome e à morte com sua política genocida. Somado a esses fatores, mantém os constantes ataques à classe trabalhadora, com a aprovação de projetos que retiram direitos e diminuem salários.

O Brasil beira ao caos e a FASUBRA Sindical sentiu a necessidade de colaborar para garantir condições adequadas de trabalho aos trabalhadores(as) da educação que atuam na linha de frente do combate à COVID-19 nos Hospitais Universitários (HU) e aqueles(as) de outros setores das Instituições Públicas de Ensino Superior (IPES) que estão cumprindo o trabalho presencial no desenvolvimento de pesquisas e estudos, produzindo  equipamentos como EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), respiradores e insumos como máscaras, álcool em gel, entre outros.

A Campanha de Solidariedade da FASUBRA inicialmente focará na aquisição e distribuição de EPIs, mas deverá ser ampliada conforme outras necessidades imediatas forem identificadas pelas entidades de base, em cada região.

A FASUBRA Sindical denuncia o desmonte do Estado, a partir da Emenda Constitucional (EC) 95, que congelou os investimentos em Saúde e Educação por 20 anos, e que se consolida por meio da perversa política do atual governo de tentativa de entrega das universidades e institutos federais à iniciativa privada e de ataques aos trabalhadores (as) dos serviços públicos por meio da proposta de reforma administrativa. Todos os ataques aos técnico-administrativos (as) em educação serão denunciados.

Trabalhadores (as) da Educação salvam vidas!

Todas as Vidas Importam!

A Vida Acima do Lucro!

Fora Bolsonaro e Mourão!