SECRETÁRIO DO MINISTRO-CHEFE DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA RECEBE FASUBRA SINDICAL

18:19 | 1 de setembro de 2011

Em mais uma ação para tentar por fim à resistência do Ministério do Planejamento em apresentar uma contraproposta à pauta de reivindicações da categoria, integrantes da Direção Nacional da FASUBRA Sindical, reuniram-se ontem (31), com o secretário do Ministro-Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, José Lopes Feijoó, para tratar da greve da categoria.

A comissão da FASUBRA fez uma retrospectiva de todo o processo que levou à paralisação das atividades nas universidades federais, e explicou ao secretário que é fundamental a reabertura das negociações com a categoria para que o impasse grevista seja resolvido o mais breve possível.

O secretário quis saber da DN sobre qual é a prioridade da pauta da campanha salarial, e recebeu como resposta que uma sinalização positiva seria atender à reivindicação de recomposição do salário inicial na carreira, hoje composto de R$ 1.034,00, com elevação desse valor para três salários mínimos.

O representante do governo questionou, então, se haveria possibilidade de a categoria obter esse reajuste de forma parcelada. Como em anos passados a categoria já optou por essa forma de recomposição, a DN afirmou que os técnico-administrativos em educação poderiam se dispor a dialogar neste sentido.

Ao final do encontro, o secretário comprometeu-se a conversar como Ministro-Chefe, Gilberto Carvalho, com o objetivo de mediar o processo de discussão da pauta de reivindicações com o Ministério do Planejamento, e que posteriormente, daria uma posição para a Direção Nacional da FASUBRA sobre o assunto.

Após deixar o Palácio do Planalto, a direção da FASUBRA repassou os informes da reunião aos membros do Comando Nacional de Greve, que aguardavam na Praça dos Três Poderes, realizando um ato para sensibilizar o Governo Federal a atender aos anseios da categoria.

______________________________________________________

Texto: Carla Jurumenha – ASCOM FASUBRA  

Categorizados em: