MARCHA SURTE PRIMEIROS EFEITOS: MEC RECEBE FASUBRA NESTA QUARTA-FEIRA (10)

22:46 | 9 de agosto de 2011
Em torno de 1.500 trabalhadores técnico-administrativos em educação das universidades brasileiras fizeram hoje (09), na Esplanada dos Ministérios, uma marcha para forçar o Governo Federal a abrir as negociações da Campanha Salarial.

A passeata partiu do acampamento da greve, que foi iniciado nesta terça-feira(09), percorreu parte do Eixo Monumental e passou em frente ao prédio do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), onde funciona a Secretaria de Recursos Humanos.

Lá os manifestantes entoaram palavras de ordem exigindo o atendimento da pauta de reivindicações da Campanha Salarial, fizeram um novo vuvuzelaço, soltaram fogos de artifício para chamar a atenção da sociedade e protestaram quanto à judicialização da greve ocorrida na última segunda-feira.

Em seguida a caminhada dirigiu-se para o Ministério da Educação, para exigir uma contraproposta por parte do Governo. A pressão surtiu efeito, e quando os técnico-administrativos voltavam para o acampamento, a direção da FASUBRA ocupou os microfones do carro de som para anunciar que o ministro da educação Fernando Haddad, irá receber nesta quarta-feira (10), às 09h30 uma comissão da Federação para debater o movimento paredista. A expectativa é de que haja de fato negociação com a FASUBRA, pois a categoria não admite mais que este processo seja protelado pelo Governo Federal.

Cemitério – O Acampamento da Greve da FASUBRA é mais uma oportunidade que a categoria encontrou para protestar contra os PL 1749/11. O Projeto de Lei já tramita no Congresso Nacional e possibilita a criação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – EBSERH. Para isso foi montado no local do acampamento um cemitério com 45 cruzes que representam a “morte” dos hospitais universitários que poderão ser administrados por uma empresa privada, o que dará início à privatização dos hospitais, à redução da autonomia universitária, e poderá ocasionar dupla porta de entrada de servidores, prejudicando o Regime Jurídico, que proporciona efetividade e estabilidade aos trabalhadores administrativos concursados. Além disso, os TAES acampados protestam ainda contra o PL 549/2010, que prevê o congelamento dos salários do funcionalismo público por 10 anos.  

Programação – Para esta quarta-feira (10), o Comando Nacional de Greve da FASUBRA Sindical tem uma programação intensa para quem participa do Acampamento da Greve. Para as 07 horas da manhã está marcado um café da manhã e caminhada para o MPOG. A partir das 16h, os caravaneiros fazem uma visita ao Congresso Nacional. Uma caminhada com Velas está prevista para as 18h, e encerrando as atividades será realizada uma vigília política e cultural.

Categorizados em: