Mais pressão por gastos – Câmara corre para exigir fim de cobrança de inativos, que hoje rende R$ 2 bilhões

14:06 | 21 de junho de 2010

BRASÍLIA – Em temporada de “farra eleitoral” no Congresso, a chamada “bancada dos aposentados” corre para aprovar, antes do recesso parlamentar de julho, ainda que em apenas uma comissão especial da Câmara, outra bondade que aumentará ainda mais o rombo da Previdência pública se virar lei: o fim da cobrança dos servidores civis inativos, uma das poucas conquistas do governo Lula neste setor, criada em dezembro de 2003. Caso aprovada, a proposta será mais um instrumento de pressão do Congresso por gastos do governo.
Leia Mais…
Fonte: O Globo On Line

Categorizados em: