ENSINO SUPERIOR – Denúncia contra trote homofóbico na UnB

13:56 | 21 de maio de 2010

Calouros do curso de engenharia civil são obrigados a comer %u201Csopa%u201D de ketchup, ovo e caldo de peixe e a gritar ofensas contra os alunos de arquitetura
Na semana em que a Universidade de Brasília (UnB) volta às aulas e promove uma série de atos em combate à homofobia, trote dos alunos veteranos do curso da engenharia civil retoma palavras de ordem ofensivas contra os colegas de arquitetura. Quem passou pelo minhocão na manhã de ontem pôde ouvir os gritos entoados por um cordão humano formado de calouros .“Arquiteto bichinha, só brinca de casinha”, “1, 2, 3, 4, 5, mil. Trote solidário vai pra p…”, “Arquiteto, mas como é que pode, suas minas têm bigode”, foram alguns dos refrões entoados.
Leia Mais…
Fonte: Correio Braziliense

Categorizados em: