CNG FASUBRA acompanha reunião da CCJ que anistiou bombeiros e PM’s do RJ

21:19 | 30 de junho de 2011

Membros do CNG-FASUBRA acompanharam, nesta quinta-feira (30), a reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, que aprovou a proposta de anistia criminal dos 429 bombeiros e dois policiais militares do Rio de Janeiro que são acusados de motim e depredação do quartel da corporação, durante a campanha salarial.

Membros do CNG-FASUBRA acompanharam, nesta quinta-feira (30), a reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, que aprovou a proposta de anistia criminal dos 429 bombeiros e dois policiais militares do Rio de Janeiro que são acusados de motim e depredação do quartel da corporação, durante a campanha salarial. Aos gritos de “FASUBRA e bombeiros unidos jamais serão vencidos”, os técnico-administrativos comemoraram a decisão dos parlamentares, cumprimentaram os bombeiros e manifestaram apoio àquela categoria.

Para acelerar a aprovação do substitutivo que deu a vitória aos bombeiros, deputados do Rio de Janeiro, líderes partidários e o próprio presidente da Câmara dos Deputados elaboraram uma estratégia na noite de quarta-feira que mostrou resultado positivo.

Prisão – Um total de 429 bombeiros e dois policiais militares foram presos preso no dia 4 de junho sob a acusação de terem invadido o qualquer da corporação. Atualmente eles respondem uma ação penal militar pelos crimes de motim, dano em material e aparelhamento de guerra, dano em aparelhos e instalações de aviação e navais e em estabelecimentos militares.

O texto aprovado inclui os bombeiros do Rio na anistia concedida pela Lei 12.191/10. Essa lei, por sua vez, anistia policiais e bombeiros militares de nove Estados punidos por participar de movimentos reivindicatórios por melhorias de vencimentos e de condições de trabalho ocorridos de 1997 a janeiro de 2010.

Categorizados em: