Semana de reforçar a pressão nas bases dos parlamentares

Esta semana, conforme o calendário de luta, é o momento de reforçar a pressão nas bases dos parlamentares que votaram pelo fim da aposentadoria, nas cidades onde moram e nos aeroportos. O período de recesso parlamentar deve ser utilizado, portanto, para expor e denunciar esses parlamentares em seus estados por diversos meios, cartazes, via redes sociais e outdoors. Veja matéria sobre os “traidores do povo”.

Esta também é a semana nacional de coleta de assinaturas para o abaixo-assinado contra reforma da Previdência nos atos e locais de trabalho. A medida faz parte do calendário de ações contra a PEC 6/19 e busca mobilizar os trabalhadores e trabalhadoras, além de esclarecer a população o quanto a proposta é perversa. As entidades de base devem participar ativamente e coletar assinaturas em todo o país. Após as assinaturas, as centrais sindicais irão entregar o documento ao Congresso Nacional, na intenção de barrar a PEC 06/19. Abaixo-assinado.

As próximas mobilizações da luta em defesa da Educação, contra a reforma da Previdência e por mais empregos são:

5 a 12/08 – Semana de mobilização com panfletagens, denúncias dos que votaram contra a classe trabalhadora e pressão nos parlamentares em Brasília;

06 de agosto – Dia de mobilização nos Estados e em Brasília (data provável para iniciar/concluir votação do projeto em 2º turno na Câmara dos Deputados).

13 de agosto – Dia nacional de mobilização, paralisações, protestos e manifestações, com atividades nas cidades, nos locais de trabalho e atos unificados.

13 de agosto – participar e fortalecer a Marcha das Margaridas, Brasília.

A FASUBRA Sindical se encontra em estado permanente de mobilização e conclama as bases a participar ativamente dos atos nos estados, na construção de comitês ou fóruns unificados entre os segmentos da comunidade acadêmica das cidades e estados com as diversas categorias para organizar as mobilizações de 6 e 13 de agosto.