IV Conferência Internacional PARA O EQUILÍBRIO DO MUNDO e Congresso Pedagogia 2019

O coordenador Jurídico e de Relação do Trabalho da FASUBRA Sindical João Paulo Ribeiro participou, nos dias 30 e 31 de janeiro da IV Conferência Internacional PARA O EQUILÍBRIO DO MUNDO, realizada em Havana, Cuba. O evento foi grandioso e contou com cerca de 60 países.

A conferência é um grande fórum mundial de pensamento plural. Organizada pelo Projeto José Martí de Solidariedade Internacional, o evento contou com intelectuais progressistas, educadores, artistas, escritores, jornalistas, ativistas sociais, líderes sindicais, jovens, mulheres, organizações indígenas, profissionais e organizações não-governamentais, entre outros, motivados por princípios de solidariedade e equidade, para as universidades e outras instituições educacionais, científicas, religiosas e culturais.

Na opinião de João Paulo, a conferência foi mais um marco de contribuição para um mundo melhor. “Podemos e devemos lutar por um mundo melhor, é uma questão de sobrevivência para avançar contra as guerras, a xenofobia, racismos, homofobia, enfim, uma sociedade justa e igualitária”, afirma João Paulo.

A IV Conferência Internacional PELO EQUILIBRIO DO MUNDO é, além disso, uma extensão dos debates do Congresso Mundial de Humanidades efetuado em agosto de 2017 na cidade de Lieja, Bélgica, e foi prevista pela UNESCO, assim como pelo Conselho Internacional para a Filosofia e as Ciências Humanas.

Pedagogia 2019

O representante da FASUBRA também participou do Congresso Internacional de Pedagogia 2019, de 4 a 8 de fevereiro, que contou com mais de 2500 participantes de 60 países. Entre as oficinas, fóruns, palestras, cursos, João Paulo acompanhou, entre outros, da tratativa dos ensinos tecnológicos; a experiência de educação no México, Angola e Colômbia; da conferência da ministra de Educação de Cuba, que fez a exposição dos projetos para educação em Cuba até 2030; da palestra do reitor da Universidade Nacional de Educação da Colômbia Dr. Freddy Javier Álvarez González, “Grandes desafios atuais da inovação pedagógica no ensino superior”; e da conferência “Papel das organizações sindicais para a unidade dos educadores. Diálogo Continental sobre Educação, a Confederação de Educadores Americanos e o Parlatino – Parlamento Latino-americano”.

“É uma grande feira do saber, da educação, onde se fala absolutamente de tudo, da educação infantil ao posto de doutor, novas tecnologias, entre outros aspectos. Ocorreram várias oficinas simultaneamente e, as que conseguimos acompanhar, foram ótimas e muito ricas. Denunciamos a atual conjuntura que estamos vivenciando em nosso país e a solidariedade surgiu de todos lados, no entanto, poucas entidades de educação do Brasil estavam presentes, mas a FASUBRA sempre esteve onde se discute um mundo melhor para se viver”, destacou.

No dia 5 de fevereiro, João Paulo ainda participou de reunião da executiva da CEA (Confederação de Educadores Americanos), para realizar debates, e apresentar os informes das entidades. “O encontro contou com representantes da Galícia, Espanha, Portugal e França. Companheiros de Portugal nos convidaram para o Congresso deles que irá ocorrer de 14 a 26 de junho de 2019, momento este que deve se firmar o acordo da construção de uma Confederação Iberoamericana de Educação”, explica.