FASUBRA acompanha o debate sobre febre amarela e a Conferência Nacional de Vigilância em Saúde

 

A conferência acontece de 27 de fevereiro a 02 de março com o tema “Vigilância em Saúde: Direito, Conquista e Defesa de um SUS Público de Qualidade”.

 

Na tarde de terça-feira, 20,  a FASUBRA Sindical acompanhou o debate sobre a febre amarela e o seminário preparatório para a realização da 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde, no plenário 7 da Câmara dos Deputados.

 

Promovido pela Frente Parlamentar Mista em Defesa do SUS, o seminário destacou o tema central da conferência, que acontece de 27 de fevereiro a 02 de março, é “Vigilância em Saúde: Direito, Conquista e Defesa de um SUS Público de Qualidade”. A coordenadora Eurídice Almeida (coordenação da Mulher Trabalhadora) representou a Federação.

 

O objetivo das discussões é divulgar as ações do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e trazer o tema vigilância em saúde para o Parlamento. A urbanização da febre amarela: o porquê e quais os desafios para o  enfrentamento foi um dos principais temas ministrado por Adeilson Loureiro Cavalcante, secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

 

O tema da segunda mesa de debate, Desafios para as Políticas Públicas de Vigilância e Prevenção da Violência no Trânsito, foi coordenada pelo deputado Jorge Solla. Cheila Mariana de Lima, da Área Técnica de Vigilância e Prevenção de Violência e Acidentes, foi uma das expositoras.

 

O seminário contou com o apoio da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos, da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro e do Conselho Nacional de Saúde.

 

Com informações: PT na Câmara

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

 

Assessoria de Comunicação FASUBRA Sindical