Fasubra Sindical

Switch to desktop Register Login

#02A - Dia Nacional de Luta e Paralisações em defesa das instituições de ensino públicas, e por abertura de negociações de nossa pauta

 

Cortes no orçamento e investimento das instituições de ensino públicas geram insegurança na comunidade acadêmica.

 

A FASUBRA Sindical convoca todos as entidades sindicais filiadas representantes dos trabalhadores técnico-administrativos em educação a paralisar as atividades no Dia Nacional de Luta em defesa das instituições de ensino públicas, e por abertura de negociações, 02 de agosto. Também será desenvolvida pressão sobre os parlamentares nos aeroportos em 01 de agosto, como parte do processo de pressão e de construção de manifestações que se desenvolverão em 02 de agosto.

 

Em conformidade com as estratégias definidas pela categoria em nossa última plenária, a Direção Nacional da Fasubra antecipou em 1 dia a data aprovada na Plenária Nacional realizada em julho. As manifestações e a paralisação somam com a pressão sobre o Congresso Nacional,  no dia da apreciação pelo Plenário da Câmara de novas denúncias contra Temer, formuladas pela Procuradoria Geral da República (PGR), que podem resultar no afastamento de Temer da presidência.

 

A data será marcada por paralisações em todo o país. A FASUBRA orienta aos sindicatos que mobilizem a Categoria, realizando ações nas reitorias, para pressionar a administração superior em defesa das instituições e por negociação.

 

A Federação tem denunciado o corte orçamentário praticado pelo atual governo e o sucateamento das instituições de ensino públicas. A medida agravada pela sanção da Emenda Constitucional (EC) nº 95 de 2016, que reduz o investimento em políticas públicas pelos próximos 20 anos, inviabiliza o funcionamento das universidades.

 

Os cortes no orçamento e investimento geram insegurança na comunidade acadêmica. Em 2017 o custeio das universidades foi reduzido significativamente, comprometendo a expansão, consolidação e funcionamento das IFES, segundo a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

 

O contingenciamento para custeio das universidades foi de 30%, para manter serviços essenciais como a limpeza e segurança, ocasionando a demissão de trabalhadores terceirizados. O aumento de casos de estupro nos campi também preocupa trabalhadores e estudantes.

 

A falta de pagamento de contas de energia e água, sucateamento dos hospitais universitários devido a falta de materiais, medicamentos, leitos e quadro de pessoal, são problemas sérios, sem previsão de solução por parte do governo.

 

Em audiência pública no dia 13 de julho, na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, FASUBRA, Andifes e CONIF apresentaram dados alarmantes, que colocam em risco o funcionamento das instituições federais de ensino público. De acordo com a Federação, os recursos para o ensino privado permanecem em detrimento do contingenciamento do ensino público.

 

Diante das tentativas de abertura de diálogo pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), a qual a FASUBRA participa, o governo tem se calado . A pauta da Campanha Salarial para 2018, protocolada em fevereiro no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) continua sem resposta, mesmo diante de vários ofícios enviados solicitando abertura de negociação.

 

Em 37 anos de existência da FASUBRA Sindical, somente a luta levou à conquista por melhores condições de trabalho, salário, reconhecimento dos trabalhadores técnico-administrativos em educação, reconhecidos internacionalmente. “Isso é conquista da Categoria, e hoje não é diferente. A luta em conjunto com as demais entidades do serviço público por uma educação pública, gratuita, de qualidade, socialmente referenciada e por salários dignos é necessária” .

 

Em defesa das instituições de ensino públicas!

Por abertura de negociações, já!

Fora Temer!

 

Direção Nacional FASUBRA Sindical

SINTUFCE discute implantação do ponto eletrônico na universidade

 

O evento promoveu amplo debate sobre o impacto da ação no cotidiano dos trabalhadores da universidade e alternativas diante da medida.

 

Na última terça-feira, 18, o Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Ceará (Sintufce) realizou o II Seminário sobre Ponto Eletrônico, no auditório da Reitoria da Universidade.

 

Foram discutidos os aspectos ético, legal e político da implantação do ponto eletrônico anunciada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). O evento promoveu amplo debate sobre o impacto da ação no cotidiano dos trabalhadores da universidade e alternativas diante da medida, considerando as particularidades de cada setor da instituição.

 

Confira a matéria completa e os participantes aqui!

 

Assessoria de Comunicação FASUBRA Sindical

 

Nota de falecimento


 

A FASUBRA Sindical comunica com pesar o falecimento do companheiro, Aroldo do Espirito Santo Soares, aposentado da Universidade Federal do Pará (UFPA) e ex-diretor da FASUBRA. O companheiro sempre esteve presente nas lutas em defesa da Categoria no sindicato de base e na Federação. Aroldo mantinha uma boa relação com todos os aposentados técnico-administrativos em educação e participou como palestrante em eventos de sindicatos em todo o país, discorrendo sobre o tema da aposentadoria.

 

Hoje é um dia muito triste pela perda do querido companheiro.

 

 


 

 

O técnico-administrativo em educação faleceu às 17h do dia 17 de julho, em decorrência de parada cardiorrespiratória. O enterro será hoje às 15h, na Max Domini em Ananideua-PA, que fica ao lado da fábrica da Ricosa.

 

A FASUBRA Sindical vem a público manifestar total solidariedade à família e amigos.

 

 

Companheiro Aroldo, presente!

 

Direção Nacional FASUBRA Sindical

 

 

 

 

Prazo de entrega das teses para o XXIII CONFASUBRA será 13 de agosto

 

Confira o calendário do congresso e os temas para discussão.

 

O vigésimo terceiro Congresso Nacional da FASUBRA Sindical (CONFASUBRA) será realizado de 26 de novembro a 1º de dezembro, em Poços de Caldas – MG.  Serão seis dias para os trabalhadores técnico-administrativos em educação organizar a luta para o biênio 2018/2019, definindo o seu plano de lutas. A expectativa é a participação de 1.500 delegados representando 42 entidades de base filiadas à Federação.

 

Discussão central

As mesas para discussões centrais e temáticas foram aprovadas na última Plenária Nacional de julho.Os temas da mesa central serão a conjuntura nacional e internacional, Educação, o Projeto Universidade Cidadã e Hospitais Universitários, opressões (mulheres, LGBT, raça e etnia). Também será discutida a alteração estatutária e apresentada a prestação de contas. Após, ocorre a eleição da Direção Nacional e Conselho Fiscal.

 

Mesas Temáticas

Os temas específicos para discussão durante o congresso serão a organização e estrutura Sindical, as relações de trabalho, 100 anos da Revolução Russa e da primeira greve geral no Brasil (1917), assuntos de aposentadoria e aposentados (as). A comunicação contra hegemônica, universidades estaduais e municipais, raça e etnia, mulheres, LGBT e hospitais universitários (HUs) também serão discutidos.

 

XXIII CONFASUBRA

O CONFASUBRA é a instância máxima de deliberação da FASUBRA e deve ser realizado a cada dois anos, de acordo com o Estatuto. O congresso é soberano para deliberar sobre qualquer proposta, desde que esteja incluída no temário do evento. Também é permitida a participação de convidados e observadores, porém, sem direito a voto.

 

Entrega das teses

O prazo final para entrega das teses será no dia 13 de agosto, conforme calendário. O envio será por meio eletrônico à Comissão Organizadora do congresso, com solicitação de confirmação de recebimento e devem conter um máximo de 250.000 mil caracteres, incluindo os espaços em branco. O e-mail para o envio das teses e toda comunicação posterior referentes ao congresso é O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

 

As teses têm alcance nacional e podem propor sobre aspectos relevantes em nível local, estadual e internacional. A Direção Nacional deverá fazer circular entre as filiadas as teses encaminhadas, no prazo mínimo de 45 dias antes da Assembleia Geral, prevista para o período de 25 de setembro a 10 de novembro.

 

Confira o calendário aqui!

 

 

 

Assessoria de Comunicação FASUBRA Sindical

 

 

 

Convocatória para a Conferência Nacional Popular de Educação 2018

 

Os Fóruns Municipais, Estaduais e Distritais de Educação podem fazer a adesão ao movimento em defesa da gestão democrática da educação pública até o dia 05 de agosto de 2017.

 

 

O Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE) publicou a convocatória aos Fóruns Municipais, Estaduais e Distritais de Educação para adesão a Conferencia Nacional Popular de Educação (CONAPE 2018). Após a destituição de algumas entidades do Fórum Nacional de Educação (FNE) pela Portaria nº 577/17 e o Decreto de 27 de abril de 2017 do governo federal, entre as quais a FASUBRA Sindical, outras entidades anunciaram a saída coletiva do fórum.

 

O comunicado foi formalizado em audiência pública na Comissão de Educação (CE) do Senado Federal. Em resistência, as entidades criaram o Fórum Nacional Popular de Educação e lançaram Conferência Nacional Popular de Educação - CONAPE 2018.

 

Confira documento detalhando razões das entidades para não mais reconhecimento do Fórum e de como a CONAE 2018 foi inviabilizada

 

 Ofício do FNPE à Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão

 

 Clique aqui e acesse o manifesto de lançamento da CONAPE 2018.

 

 Convocatória para adesão à CONAPE 2018 - clique aqui para acessar o documento

 

 A orientação do FNPE é pela realização de(a):

 

* Conferências municipais e/ou intermunicipais - até outubro de 2017

 * Conferências estaduais - até março de 2018

 * CONAPE - de 26 a 28 de abril de 2018

 

Encaminha-se também o Documento Referência aprovado pelas entidades do FNPE, que faz um balanço crítico da política educacional brasileira, nos oito eixos aprovados, ainda em 2016, pelas entidades, e que, constam na Portaria de lançamento da CONAE 2018. Este Documento Referência deverá ser objeto de amplo debate para uma avaliação profunda sobre o impacto de medidas recentes como a Reforma do Ensino Médio e a imposição de restrições orçamentárias nos direitos do povo brasileiro à educação.

 

Este compromisso com a participação popular exigirá muita organização da comunidade educacional, nos seus diferentes segmentos e setores.

 

Clique aqui e acesse os Encaminhamentos do FNPE, com divisão de tarefas entre as entidades que compõem a Secretaria Executiva do Fórum e informações sobre Documento Referência e Regimento.

 

Com informações: Anped

 

 

 

Assessoria de Comunicação FASUBRA Sindical