Fasubra Sindical

Switch to desktop Register Login

PLENÁRIA (ASSEMBLÉIA) DA FASUBRA APROVA APOIO TOTAL À CAMPANHA PELA APLICAÇÃO DE 100% DOS ROYALTIES DO PETRÓLEO NA EDUCAÇÃO

Os 125 delegados presentes na última assembleia (plenária) da FASUBRA Sindical aprovaram a entrada da Federação na campanha que exige 100% dos royalties do petróleo para a Educação.

A luta agora é para que a Presidente da República, Dilma Roussef, vete o PL 2562/11 projeto que saiu do Congresso Nacional e que não destina 100% dos recursos oriundos do petróleo para a Educação, como queriam sindicatos, federações, confederações e entidades da sociedade civil e estudantis que vêm estudando o tema.

A ideia é de que a presidenta vete todo o projeto, já que se ele passar na Presidência da República do jeito que saiu do Congresso Nacional será impossível que o Brasil cumpra as metas do Plano Nacional de Educação.

Polêmico, o PL dos royalties beneficia os estados e município que não produzem petróleo, em detrimento dos produtores e traz ainda aspectos acerca de contratos de exploração já fechados e futuros que são juridicamente questionados. Há até quem alegue que só esse quesito seria motivo para se discutir a constitucionalidade do PL.

Mesmo assim, o Projeto de Lei foi votado no último dia 6 de novembro, obtendo 296 votos a favor e 124 contra, representando uma grande perda para o Governo que tinha mobilizado a bancada para votar de acordo com a instrução do Palácio. Até mesmo o ministro da Educação, Aloízio Mercadante, foi ao Congresso tentar ganhar o apoio dos parlamentares para a causa, mas a visita mostrou-se infrutífera.

A esperança agora é de que a presidente seja firme e rejeite o PL. E já que a educação pública, gratuita e de qualidade sempre foi bandeira da FASUBRA Sindical, não custa nada exigir: VETA DILMA!!!!!

__________________

Por CJ - Jornalista/Fasubra

PARADA DO ORGULHO LGBT DE PLANALTINA (DF) TEM PRESENÇA DA FASUBRA

paradagaypla2

A cidade satélite de Planaltina (DF) contou no domingo (25) com a presença de diretores da Fasubra Sindical e membros da base sindical da entidade. Eles participaram da Parada do Orgulho LBGT de Planaltina, que movimentou as principais ruas da cidade.

A Parada teve concentração noestacionamento do Ginásio Múltiplas Funções de Planaltina e usou como foco este ano a regulamentação da Lei 2615/2000 pelo governo do Distrito Federal. A lei trata das sanções das práticas discriminadas em função da orientação sexual da pessoa.

Estiveram presentes na Parada os diretores João Paulo Ribeiro e Antonieta Xavier (respectivamente pastas de Organização Sindical e Mulher Trabalhadora). Pela base sindical da federação compareceram Cosme Balbino (BH) e Eurídice Ferreira de Almeida (PB).

_________________________________________________

Redação: Carla Jurumenha - Jornalista

 

 

 

ELEIÇÃO DO CONSELHO FISCAL MOVIMENTA ÚLTIMO DIA DA ASSEMBLEIA DA FASUBRA

votacaocf1

O segundo dia da assembleia da Fasubra Sindical, realizada em Brasília (DF), foi movimentado pela eleição dos componentes do Conselho Fiscal, mesmo com as atividades tendo sido iniciadas com a continuidade das falações interrompidas no dia anterior.

No total, quatro chapas se inscreveram para concorrer ao Conselho. Foram elas: Chapa 1 – Ética, Compromisso e Transferência (Tribo e Independentes); Chapa 2 – Sempre na Luta- CTB/Ressignificar; Chapa 3 – Fasubra para Lutar (Val e Base); e Chapa 4 – PS Livre/Unidos. Todas elas apresentaram seus candidatos ao pleno da assembleia.

Os trabalhos da Comissão Eleitoral ocorreram em paralelo às falações da análise de conjuntura que ocorria em plenário e abordaram diversos assuntos como privatização dos HU´s; o repúdio ao Acordo Coletivo Especial (ACE); a tentativa de divisão da categoria por parte do Governo; convocação para participar de ato público contra o ACE – em 28/11; fim da desigualdade social; campanhas para anular a Reforma da Previdência; Funpresp e terceirização, entre outras. As propostas aprovadas pelos delegados serão publicadas em ID da Federação, juntamente como relatório da Assembleia.

Durante a Assembleia foi lida uma carta dos Guarani-Kaiowás endereçada ao Governo e Justiça Federal, que deverá ser publicada no site da Fasubra manifestando o apoio da entidade à luta daquele povo. Para quem não conhece a história, esse grupo indígena está sendo forçado a se retirar de suas terras no Mato Grosso do Sul pelos fazendeiros da região através de ação judicial que corre no Supremo Tribunal Federal.

A plenária aprovou ainda o relatório resultante do Seminário dos HU´s, realizado nos dias 10 e 11 de novembro. O documento, que tem mais de 50 propostas de ação (divididas entre os eixos Campanha, Ações na Justiça, Ações Políticas e Calendário). O calendário contempla a realização em 1 de Dezembro, paralisação dos HU´s no dia 5 de dezembro e promoção de jornadas de lutas com paralisações e mobilizações contra a EBSERH semanalmente.

Eleição CF – No período vespertino, deu-se efetivamente início da eleição do Conselho Fiscal, que contou com vinte candidatos distribuídos pelas quatro chapas. Duas sessões foram instaladas no auditório da CNTI para que os votos fossem coletados. Com as cédulas distribuídas, os delegados começaram as votações por volta das 14h40 e a concluíram às 15h50, conforme determinação da Comissão Eleitoral.

Já a apuração dos votos começou às 16h e encerrou-se às 16h30, com o seguinte resultado: Chapa 1 – 43 votos; Chapa 2 – 30 votos; Chapa 3 – 37 votos; Chapa 4 – 14 votos. No total foram 125 votos computados. Desses, apenas um foi considerado nulo.

Ao final dos trabalhos da Comissão, foi dada posse aos membros titulares do Conselho Fiscal. São eles: Rudnei Greque da Silva, Mauro Mendes, Leonir Tunala Resende, Ademar Sena Carvalho e Paulo Henrique Ferreira. Os suplentes são: Maurício Anselmo Alves, Valmir dos Santos, Mozar Robério de Sá Siqueira, Jorge Luiz Inácio e José Felix.

Substituição - O plenário ratificou ainda a substituição do ex-coordenador de Comunicação e Formação da Fasubra, Sandro Pimentel, que deixou a DN por ter sido eleito vereador em Natal. Assume em seu lugar Edson Nascimento de Lima. Na última plenária da Fasubra Sindical, o coordenador apresentou sua carta de desligamento, que foi também publicada em ID.

 

 

FASUBRA PARTICIPA DA MESA DE ABERTURA DO XXI SEMINÁRIO NACIONAL DE SEGURANÇA DAS IPES

A FASUBRA-Sindical participou, nessa manhã do dia 26/11, da mesa de abertura do XXI Seminário Nacional de Segurança da IPES, que acontecerá em Belém do Pará, entre os dias 26/11 a 01/12, do corrente, no Auditório do Centro de Eventos Professor Benedito Nunes da UFPA.

Na saudação a FASUBRA-Sindical reforçou a importância do evento, no sentido de reafirmar o Plano de Lutas da categoria, que contempla pautas importantes do segmento de segurança, resgatando a realização de concursos públicos para o enfrentamento do processo de terceirização que vem ocorrendo nas IPES.

Destacou, ainda, a necessidade do encaminhamento imediato do Plano Nacional de Segurança, no qual a FASUBRA teve participação efetiva na sua elaboração e, portanto, tem interesse e responsabilidade para sua aprovação e implantação.

Finalizou desejando aos participantes pleno sucesso, no sentido de que a pauta proposta possa resultar em encaminhamentos que, de fato, comtemplem os interesses da categoria e de toda a sociedade, para a qual a segurança, nos dias de hoje, vem se constituindo em desafio para que se garanta a preservação do patrimônio material e, principalmente, da comunidade universitária.

O evento ocorrerá até o dia 1º de Dezembro, até lá a programação é a seguinte:

27 de novembro.

8h – Reabertura do credenciamento, e Palestra Projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional.

10h- Palestra: Políticas afirmativas.

12h- Almoço, e encerramento do credenciamento.

14h- Palestra: Gerenciamento de crise (voltado para as IPES).

16h- Palestra: Segurança eletrônica (voltada para as IPES).

19h- Jantar.

28 de novembro.

8h- Palestra: Qualidade de vida e meio ambiente.

Palestrante.

10h - Direitos Humanos e segurança nas IPES.

Palestrante.

12h- Almoço.

14h - Painel informativo – Educação e segurança no Trânsito nas IPES.

Palestrante.

16h-Palestra: Legislação e suas contradições na segurança das IPES.

  1. 1.A.Uso ou não do armamento.
  2. 2.B.Assessoria jurídica ao vigilante em serviço.
  3. 3.C.Limite do uso da autoridade.

Palestrante.

19h- Jantar.

29 de novembro

8h- Trabalhos em grupo.

12h- Almoço.

14- Evento cultural.

19h- Jantar.

30 de Novembro.

9h- Plenária final Leitura e aprovação das propostas dos grupos de trabalho.

12h- Almoço.

14- Continuação da plenária final e Eleição da sede do XXII.

Eleição da coordenação do XXII Seminário das IPES.

19- jantar.

1° Dezembro

9h- Entrega dos certificados e encerramento.

____________________________________________

Texto: Raimundo Uchôa – DN Fasubra

COORDENAÇÃO ASSINA PROCURAÇÃO PARA AÇÃO DE EQUIPARAÇÃO DO AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO E DELEGADOS APROVAM REGIMENTO ELEITORAL

A sexta-feira (23) foi de muito trabalho para delegados e delegadas que participam da Assembleia da Fasubra realizada na Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria (CNTI), em Brasília.

Logo no começo do evento, os coordenadores-gerais da federação assinaram simbolicamente as procurações para que a federação entre como amicus curiae – parte interessada – nas ações que discutem a possibilidade de equiparação do auxílio-alimentação de carreiras diferentes do funcionalismo público.

Anteriormente, os coordenadores-gerais Janine Vieira Teixeira e Paulo Henrique dos Santos haviam dado informes sobre a EBSERH e aprovação do PL 4368/12 (Acordo de Greve). Janine Teixiera disse que obteve informações da Andifes de que não existem contratos de adesão à EBSERH nas universidades e tão pouco previsão orçamentária para a empresa em 2013.

Paulo Henrique falou sobre a audiência pública ocorrida na Comissão de Trabalho e Serviço Público da Câmara dos Deputados (CTASP), informando a audiência da assembleia de que há disposição daquela casa legislativa de aprovar o PL 4386/12 ainda este ano, de maneira que o impacto financeiro já possa ser sentido pela categoria em janeiro de 2013, necessitando apenas que o PL sofra modificação no texto para corrigir falhas referentes ao Anexo III.

Após as falas, foi aprovada pelo plenário a formação da Comissão Eleitoral que coordena a eleição do Conselho Fiscal da Fasubra, a acontecer no sábado (24). A comissão ficou assim composta: Sirle de Souza, Valdeir Alves Nogueira, Aldemar Sena de Araújo, Rogério Joaquim da Silva e João Raimundo Mendonça de Souza. Todos eles representam as forças políticas que atuam na Fasubra e apresentaram em conjunto o regimento da eleição.

ASSEMNOV1

Em seguida, foi aberto espaço para os informes de base que abordaram diversos assuntos, tais como o curso da CIS promovido na UFRGS; resultado das reuniões dos Consunis sobre EBSERH; Geap, ponto eletrônico e biométrico, e sobre a situação dos HU´s e ações realizadas nos estados para barrar a implementação da EBSERH, dificuldades encontradas por dirigentes sindicais de base para conseguir liberação e participar de atividades exigidas pelos mandatos sindicais, entre outros.

À tarde, os delegados deram início aos trabalhos com a coordenação-geral repassando informes referentes à administração da Fasubra e recebendo das mãos da DN o relatório oriundo do Seminário dos HU´s (Encontro Nacional dos Hospitais Universitários), realizado no início do mês.

Posteriormente, a Comissão Eleitoral procedeu à leitura do Regimento Eleitoral da Eleição do Conselho Fiscal, que foi aprovado pelos delegados.

No meio da tarde, foi dado início ao processo de análise da conjuntura nacional. As intervenções dos delegados abordaram questões da política econômica nacional e internacional e que têm impactos diretos no cotidiano do brasileiro, como a greve os trabalhadores da Europa, a luta do povo palestino; questões sobre racismo; acordo coletivo especial; propostas de participação em atos públicos contra o acordo coletivo especial e que tenham o objetivo de anular a reforma da previdência; de impedimento do funcionamento da EBSERH; e reivindicações de que sejam intensificadas as ações no sentido de pressionar o Governo a realizar as reuniões dos grupos de trabalho o mais breve possível e a realização de encontro de aposentados pela Fasubra.

Em muitas das falações  a Fasubra foi parabenizada por ter realizado no dia anterior o seminário que tratou dos 317 anos da morte de Zumbi dos Palmares, combate à violência contra a mulher e diversidade sexual.

Protesto - Também foi sugerido, que a Fasubra se posicione contrariamente à entrada de Cláudia Costin no Ministério da Educação enquanto secretária de Educação Básica, por ter sido a mesma responsável pela reforma administrativa do Governo Fernando Henrique Cardoso que tantos prejuízos trouxe aos servidores da Administração Pública.

Por conta do adiantado da hora, a DN fechou um acordo com o plenário para que algumas falações ficassem amanhã (24), assim 24 pessoas devem da sequência à análise de conjuntura na manhã desde sábado.

Ao final do primeiro dia da Assembleia, foram computados 125 participantes entre delegados e delegadas. Amanhã (sábado, 24), eles darão mais um passo para comprovar o caráter democrático da Fasubra, ao votarem os nomes dos componentes do Conselho Fiscal, que irá acompanhar as contas da entidade pelos próximos dois anos.

-------------------------------------------------------------------------------------------

Por Carla Jurumenha – Jornalista da Fasubra Sindical