Fasubra Sindical

Switch to desktop Register Login

Rosa Weber suspende portaria que reduz a caracterização do trabalho escravo contemporâneo


 

A portaria que dificulta a inspeção do trabalho escravo no país, editada pelo Ministério do Trabalho no dia 16, foi suspensa provisoriamente, por liminar da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Weber acolheu o pedido de anulação dos efeitos da portaria solicitada pelo partido Rede Sustentabilidade. O partido argumentou que houve desvio de poder na edição da medida. A liminar tem efeito até o julgamento do mérito da ação pelo plenário do tribunal.

 

Confira aqui a entrevista com Lucas Reis da Silva, auditor-fiscal do Trabalho e ex-membro do Grupo Móvel Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, sobre o assunto.

 

Com informações: SINAIT

 

Assessoria de Comunicação FASUBRA Sindical