Fasubra Sindical

Switch to desktop Register Login

FASUBRA chama mobilização contra a arbitrária proposta de extinção da Unila

 

A Fasubra se coloca radicalmente contra e exige o respeito à autonomia universitária.

 

 

A FASUBRA Sindical é totalmente contrária a proposta de extinção da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), apresentada pelo deputado federal Sérgio Souza (PMDB/PR).

 

Por meio de emenda aditiva à Medida Provisória nº 785/17, Souza pretende alterar a Lei nº 12189/10 que fundou a universidade. Em seu lugar, o parlamentar almeja instituir a Universidade Federal do Oeste do Paraná (UFOPR), direcionada ao agronegócio em articulação com indústrias locais. Veiculada na mídia local, a notícia assustou a comunidade acadêmica da instituição.

 

A Federação considera o fato um processo de ingerência, que muda o caráter de integração da universidade. Para a FASUBRA, a Unila tem um caráter estratégico para o Brasil e o continente, por sua vocação. “O projeto político pedagógica da instituição não pode ser alterado desta forma, a ideia da sua concepção e visão estratégica de futuro da macrorregião deve ser respeitada”.

 

A proposta é considerada um completo atropelamento da comunidade acadêmica, da população usuária e de todo o funcionamento da instituição, segundo a FASUBRA. “Não houve consulta à universidade. Alguns campus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e da Universidade Federal do Paraná (UFPR) também serão removidos e colocados na nova universidade, de acordo com a proposta. É algo completamente arbitrário”.

 

A FASUBRA se coloca radicalmente contra a extinção da Unila, exige respeito à autonomia universitária e a defesa do projeto de integração da universidade, dentro de uma visão soberana e responsável dentro do contexto global.

 

O assunto será pautado pela representação da FASUBRA na reunião do Conselho Pleno da Andifes, que acontece no dia 27 de julho, e na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados    

 

Integração latino-americana

Fundada há sete anos, a Unila promove o ensino, pesquisa e extensão para o fortalecimento da integração latino-americana, com ênfase no Mercosul, por meio da cooperação solidária entre as instituições de ensino superior, organismos governamentais e internacionais. A seleção dos estudantes é aberta a candidatos de diversos países, e o processo seletivo é realizado na língua portuguesa e espanhola.

 

Confira a nota do Sinditest-PR aqui!

 

Foto: Divulgação

 

 

Assessoria de Comunicação FASUBRA Sindical